Blog

Por que a identidade visual do seu evento corporativo é tão fundamental?

Feiras, congressos, palestras, convenções ou painéis. Independentemente da modalidade, um evento corporativo precisa ter algo que o torne diferenciado dos demais. Criar uma identidade visual para esse tipo de ocasião é importante para vestir o evento, fazer com que ele seja facilmente reconhecido e, principalmente, memorável. Tanto para a empresa organizadora quanto para os seus parceiros e patrocinadores, uma identidade visual bem planejada e construída ajuda a fixar sua marca na mente do público participante.

Além disso, um evento corporativo sem os mínimos cuidados com a sua identidade visual será incapaz de cumprir os objetivos estabelecidos pelos organizadores, sejam eles institucionais ou comerciais. As cores, o design, a disposição das informações e outros fatores são imprescindíveis para reforçar o posicionamento de uma marca, dar fluidez ao evento e até motivar uma decisão de compra. Nas próximas linhas vamos nos aprofundar neste tema. Preparamos algumas dicas com ações estratégicas para tornar a identidade visual do seu evento corporativo mais profissional e atrativa ao público. Acompanhe!

Como aprimorar a identidade visual do seu evento corporativo?

Crie uma logo própria para o evento Ao planejar a definição da marca do evento, é comum a ideia de usar a logo da empresa. Essa não deixa de ser uma prática válida, mas como cada evento corporativo possui características e objetivos próprios, nada mais justo do que ter uma marca que o torne diferenciado. Obviamente que a logo da sua empresa não deve ser ignorada, até porque é preciso haver uma associação do evento com a sua marca. A intenção é fazer adaptações suficientes para que os participantes identifiquem, pela marca, a mensagem e a concepção do evento. Esse é o caso, por exemplo, do Prêmio Profissionais do Ano, organizado pela Rede Globo. Esse evento, voltado para o mercado publicitário, tem em seu logo uma adaptação da marca tradicional da emissora de TV. O fato dessa premiação ter uma identidade própria reforça o conceito do evento para seu público-alvo: premiar os talentos da publicidade nacional. A associação ocorre com o uso da imagem da emissora, o que reforça a credibilidade e outros aspectos inerentes ao evento e à organizadora.

Mantenha um padrão visual em todo o evento Ao criar o logo, deve-se pensar nas suas múltiplas formas de adaptação. Estamos falando mais especificamente dos materiais promocionais e de suporte que deverão ter a marca impressa ou associada por identificação. Desse modo, flyers, convites, ingressos, peças digitais, uniformes, banners, totens, placas, brindes corporativos e outros itens que compõem a estrutura devem manter a unidade visual do evento. Nem todas essas peças necessitam ter a marca impressa, porém é importante conter elementos que facilitem a ligação com a identidade do evento. Essa combinação pode ser feita, por exemplo, usando as cores predominantes ou a tipografia padrão do evento. Pense na identidade visual dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Apesar de não ser um evento corporativo, vale tomar como exemplo para facilitar a compreensão. Pense bem, faria pouquíssimo sentido a organização dos jogos promover seus materiais de divulgação privilegiando cores, como o preto e o marrom, por exemplo. Afinal, elas são fora de contexto e não possuem associação alguma com as cores da própria marca.

Conheça a influência das cores Já que falamos em cores no tópico anterior, dedicaremos esse tópico exclusivamente a esse elemento de suma importância. Nesse caso, não entraremos no mérito do padrão visual, mas sim sobre a influência que as cores exercem nas percepções e atitudes dos participantes de um evento. Alguns estudos, por exemplo, apontam as diferenças entre as sensações e reações causadas pelas cores quentes e frias nas pessoas. As quentes, como vermelho, rosa, amarelo, verde-claro e laranja estimulam o entusiasmo, felicidade, energia e agitação; as cores frias, como azul, roxo e verde escuro transmitem a sensação de calma, segurança, profissionalismo e tranquilidade. Logo, é normal ver mais as cores quentes em eventos corporativos mais festivos, como confraternizações; enquanto as cores frias fazem mais sentido quando aparecem em eventos mais formais, como palestras e workshops. Ademais, pense também no local e iluminação do evento, bem como no público participante e suas preferências por determinadas cores.

Destaque os patrocinadores e parceiros Quando o evento corporativo possui a participação direta de outras marcas, é importante dar destaque à presença delas. Essas outras empresas podem estar na posição de organizadoras, fornecedoras, patrocinadoras, parceiras ou expositoras. Em todos os casos, o público precisa estar ciente de que aquelas marcas estão associadas ao evento. Seus logos podem ficar expostos em peças de divulgação, uniformes, brindes personalizados, fundos de palco e outros materiais. Em eventos de maior porte, como convenções e feiras, pode-se construir espaços com uma identidade visual própria para as marcas parceiras. Estandes e balcões/salões expositores são exemplos de pequenas repartições que destacam a presença de outras empresas envolvidas. Esse é o caso, por exemplo, da Agrishow, a maior feira de tecnologia agrícola da América Latina, organizada pela Informa Exhibitions. O evento conta com uma identidade visual própria, tem uma imagem já reconhecida e consolidada pelo público da área e, ainda assim, privilegia às marcas participantes em seus espaços de exposição. Afinal, são essas parcerias que, muitas vezes, atraem mais pessoas e impulsionam os resultados desses eventos.

Deixe as informações claras Identidade visual não serve apenas para estimular sensações, destacar marcas ou fixar mensagens para o público. Todo evento corporativo precisa ser intuitivo e de fácil movimentação para os participantes. Imagine um site que você acessa e não consegue achar uma postagem ou produto qualquer. Outro cenário possível: você encontra esse post, mas não sabe como voltar para a página inicial e buscar por mais conteúdos, não há nem um campo de pesquisa. Certamente você ficaria frustrado e um pouco perdido nessa situação, não é verdade? O mesmo acontece com um evento que não aproveita suas peças e estruturas visuais para passar as informações com clareza para o público. A identidade visual deve conter peças de suporte as quais facilitem as tomadas de decisões dos visitantes/participantes, como placas e totens indicativos, mapas, calendários e agendas de horários. Uma identidade visual bem trabalhada ajuda a proporcionar uma melhor experiência de relação e consumo do público com o evento, antes, durante e após o acontecimento. Tais conceitos estão muito ligados ao uso do branding em eventos corporativos. A identidade visual representa a mensagem que o seu evento corporativo quer passar. Ela deve ser bonita, profissional, coerente com o padrão visual da sua marca, valorizar os parceiros comerciais e usar cores associadas às reações esperadas. Sobretudo, a identidade visual precisa única e marcante, sendo o ponto de referência para o público e alinhada com os valores da empresa. Fonte: Freeshop Ideias Personalizadas

O Poder da Aprendizagem Experiencial
Design thinking: uma ferramenta de inovação na org...

Posts Relacionados

Comentários

 
Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Login Aqui
Visitantes
Domingo, 26 Março 2017